Após ser acusado de assédio José Mayer nega planos de ir à justiça

. Foto: Globo / Divulgação

Na última terça-feira, 30, José Mayer negou que gostaria de acionar a Justiça após ser acusado pela figurinista global, Su Tonani, de assédio sexual. O escândalo veio a tona durante as gravações da novela “A Lei do Amor”, como indicou o colunista Flávio Ricco. Em nota ao site Purepeople, a assessoria do ator esclareceu, “a informação não procede, ou seja, o José Mayer não entrará na Justiça”.

Durante as reviravoltas do caso, Su Tonani deu fim aos rumores de que ela havia um caso extra-conjugal com o ator. “Eu fui vítima de assédio sexual. E agora estou sendo vítima novamente. Das especulações que colocam dúvidas sobre a minha dor. E me fazem revivê-la”. Questionada sobre o porquê de não ter prestado queixa após o episódio, a figurinista respondeu que escolheu o silêncio, mas não o silenciamento coercitivo.  “O silêncio. É o que eu quero. Não o silenciamento coercitivo. O silêncio que eu escolho. A minha vida de volta. (…). A minha história é a história de uma mulher jovem que não aceitou o assédio de um homem com mais poder que ela. Neste caso, o ator rico e famoso. O Brasil não está acostumado a lidar com este tipo de história. Eu sei. Homens descobriram que o mundo mudou. Falamos de assédio em espaços de poder antes impermeáveis a este debate. Me orgulho de ter contribuído como pude para isso”.

O autor Aguinaldo Silva defendeu José Mayer dizendo que ele é uma figura imprescindível. José já estava na trama “O Sétimo Guardião” e foi substituído por Humberto Martins, já estão confirmados para a nova novela Cauã Reymond, Lilia Cabral e Marina Ruy Barbosa. Aguinaldo se pronunciou sobre o afastamento, “a gente tem que pensar nisso. Se ele errou, errou. Mas o ator José Mayer não deve ser sacrificado por causa disso. Espero voltar a trabalhar com ele. Aliás, espero não. Rezo por ele. O José é um ator imprescindível. Tenho amizade muito grande e admiração pelo ator imenso que ele é. Não consigo deixar de ser solidário”.

Sobre a notícia do assédio o autor ainda comentou sobre a denúncia de Su. “Acho que nessa situação infeliz tudo o que aconteceu não foi bem explicado até agora. Ela tirou a queixa. É obrigação levar o caso adiante! Você tem que ir até o fim. O mais difícil é revelar, abrir o jogo. O assédio é sempre uma coisa complicada para a pessoa assediada”.

Deixe um comentário