Anitta e Nego do Borel são convidados para debater a crimininalização do funk no senado

.

O senador Romário, do PSB-RJ, irá realizar uma audiência pública no senado para debater a proposta de criminalização do funk, apresentada por um empresário paulista, alcançou cerca de 20 mil assinaturas de apoio. Ele que é radicalmente contra a proposta, convidou grandes artistas do cenário musical, incluindo Anitta, Valesca Popozuda, MC Marcinho e Nego do Borel.

Na proposta, o empresário, Marcelo Alonso, considera que o ritmo é uma “falsa cultura” e que os bailes de “pancadões” são apenas uma forma de atender criminosos estupradores e pedófilos. Informações do portal O Globo.

A audiência pública foi anunciada na página do senador no Facebook, que já se posicionou contra a sugestão. “Como um carioca nato e um eterno funkeiro, sou totalmente contra essa proposta. Além de ser inconstitucional, por atentar contra a liberdade de expressão, o funk tira pessoas do desemprego, gera renda e movimenta a economia”, escreveu.

Deixe um comentário