Registro POP

Sucesso em “Smallville”, atriz Allison Mack lidera suposta seita de escravas sexuais

Atriz Chloe de Smallville em cena de "Smallville"

A atriz Allison Mack foi apontada como importante integrante de um culto sexual, investigado por extorquir, espancar e tatuar seus integrantes. Seria uma seita que recruta escravas sexuais para executivos poderosos da indústria do entretenimento.

As investigações começaram com uma reportagem do New York Times. O jornal britânico The Sun publicou uma entrevista com Frank Parlato. Expulso da divisão, ele contou que grupo é chamado DOS, derivado de um outro grupo de autoajuda conhecido como “NXIVM”. Os integrantes são responsável por “fazer uma lavagem cerebral” em jovens mulheres, além de puní-las fisicamente e chantageá-las usando suas informações pessoais e fotos nuas.

Apesar do nome da atriz Allison Mack não ter sido citado, ela é apontada por comandar as mulheres que fazem parte do culto, mas todas as suas decisões são feitas com base nas ordens do empresário Keith Raniere, seu “mestre” e fundador da seita.

Ainda segundo informações divulgadas por tabloides internacionais, as mulheres da divisão são obrigadas a seguirem uma estrita dieta, com consumo limitado a 800 calorias por dia. Em um esquema de pirâmide, essas mulheres precisam recrutar outras mulheres e caso não consigam, são submetidas a castigos como surras.

Vale lembrar que um dos principais destaques da carreira da atriz foi a personagem Chloe Sullivan, amiga de Clark Kent na série “Smallville”.

Como mostra as imagens abaixo, as jovens integrantes têm a pele marcada à ferro com um símbolo que supostamente inclui as iniciais de Allisson Mack e de Keith Raniere.

Recomendamos:

Comentário(s)

Curta-nos:

Siga-nos:

Siga-nos: