Eduardo Melo sobre carreira como ator: “amo o que faço”

Ator começou jornada artística aos 6 anos e atualmente está na sua sexta novela.

Comecando sua carreira aos 6 anos, Eduardo Melo estreou na sua primeira novela aos 11 anos de idade.

No cinema ele atuou em filmes como “De Pernas Pro Ar 2” do diretor Roberto Santucci, “Confissões de Um Adolescente”, além de ter estado no elenco do curta metragem de Daniel Ribeiro “Café com Leite” (2006), também no filme “Pimenta” (2009) e em “Cegueiras”. Em dezembro de 2006 participou do especial da Globo, “Por toda a Minha Vida” em homenagem a cantora Elis Regina.

(Foto: Divulgação / Assessoria – Ag. Cintra)

Na televisão fez a sua primeira novela da Rede Globo em 2008, “A Favorita” de João Emanuel Carneiro. No teatro, fez sua estreia na peça “Alice no País das Maravilhas” como o Coelho Branco. Eduardo também estrelou comerciais de empresas de sucesso no Brasil como O Boticário, Mabel, Claro, Avon, Caixa e Mitsubishi.

Em outubro 2008 venceu o quadro Dança das Crianças do Domingão do Faustão, onde pode demonstrar seu talento na dança.

Tendo começado muito novo na carreira artística como modelo. Como foi que aconteceu esse seu início na vida artística? Esperava na época chegar onde chegou hoje?

Comecei com 2 anos, quando minha avó me levava pra desfilar, e por eu ser muito carismático, ganhei um agenciamento na época. E aos 6 anos comecei a fazer propagandas.

Sempre tive esperança de conseguir fazer novelas e filmes, esse era meu sonho de infância. Agora sonho bem mais alto (risos).

Vindo de um currículo bom de publicidade e hoje já tendo feito 6 novelas de sucesso na televisão. Chega a dar uma certa saudade as vezes da época em que fazia comerciais? Gerou certo receio no início?

Não dá saudade, mas eu gostaria de fazer novas campanhas publicitárias. O único receio era a mudança de São Paulo para Rio. Mas fazer TV foi um sonho se realizando.

No cinema você fez muitos filmes bacanas como “De Pernas Pro Ar 2” (2012) e “Confissões de Adolescente” (2014). Na sua opinião de acordo com sua experiência como ator. Qual é a principal diferença entre atuar em um e outro?

Todos os trabalhos são diferentes, mesmo sendo do mesmo gênero, sempre haverá diferenças. A principal delas é que ‘De Pernas pro Ar 2’ é pura comédia, ritmo diferente, clima na gravação era divertido demais e ‘Confissões’ é romance adolescente, outro tipo de comédia, mas também muito bom de fazer. A técnica é entrar na personagem e viver o mundo dela, dar vida a ela.

(Foto: Divulgação / Assessoria – Ag. Cintra)

Até agora pra você, qual você diria que seria a maior dificuldade na vida de um ator?

A maior dificuldade é conseguir trabalhos, infelizmente muitos atores talentosos não têm oportunidade de mostrar seu talento.

O ano de 2008, podemos dizer que foi um ano muito importante pra você, pois seu trabalho lhe rendeu 4 prêmios e 1 indicação. Qual foi a sensação de ter o seu esforço sendo reconhecido a um nível tão importante assim?

Sempre bom ter esse reconhecimento de ganhar prêmios pelo trabalho, a sensação é muito boa, principalmente em 2008, que eu tinha 11 anos, era tudo muito mágico. Agora rumo ao Oscar (risos).

Qual você considera seu maior objetivo como profissional?

Fazer muitos filmes aqui, e fazer filmes e séries lá na “gringa” também.

(Foto: Divulgação / Assessoria – Ag. Cintra)

Como você se descreveria como pessoa e como artista?

Sou uma pessoa bem simples, tímido, feliz com tudo, sorridente, muito bem humorado, me dou bem com as pessoas. Sou muito dedicado ao trabalho, responsável e amo o que eu faço.

Deixe uma massagem para terminamos.

Obrigado pelas perguntas, por pesquisarem um pouco da minha carreira. E convido a todos a continuarem assistindo “O Rico e Lázaro” de segunda a sexta na RecordTV. Beijos!

(Foto: Divulgação / Assessoria – Ag. Cintra)

 

Recomendamos:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.