Divulgado trailer da continuação da 8ª temporada de “The Walking Dead”

O último episódio de “The Walking Dead” exibido no domingo (10) teve um desfecho chocante.  O público esperavam algo grandioso pra o fim da mid season. A série revelou que Carl (Chandler Riggs) vai deixar a série – morto por uma mordida de zumbi.

Esse episódio elevou  a expectativa para a última parte da oitava temporada em 2018, por conta dessa expectativa toda, foi divulgado o trailer estendido pela AMC.

Após o ataque explosivo de Negan e os Salvadores a Alexandria, os heróis se reúnem para lidar com a perspectiva da morte de Carl e planejar um contra ataque.

Sobre a morte do personagem, o ator Chandler Riggs compareceu ao talk show “Talking Dead” após o episódio, falou sobre o motivo de estar “feliz” com a forma como sua morte aconteceu.

“Todos os momentos da série até hoje nos levaram a isso, àquela hora em que ele está liderando Alexandria”, contou o ator. “Ele está feliz com o seu fim, está feliz por morrer defendendo alguém e salvando alguém. Será muito interessante, como espectador, ver o que acontece a seguir”.

O showrunner Scott Gimple confirmou que, embora não vejamos Carl se tornar um zumbi durante o episódio, essa é “uma passagem só de ida” para o mundo dos mortos para o personagem.

“No próximo episódio, vemos coisas que são importantes na vida dele e na vida dos personagens ao seu redor”, contou, revelando que o retorno da série em 2018 será uma espécie de “despedida” para Carl.

Já o ator Andrew Lincoln, protagonista da série, pai de Carl, na série. Em entrevista ao THR, ele definiu a morte do seu filho ficcional com apenas algumas palavras: “A coisa mais chocante que The Walking Dead já fez”.

“Eu sempre achei que Carl seria o cara que levaria a série adiante quando Rick ‘se aposentasse’, sabe?”, reflete Lincoln. “Eu tinha essa visão de Rick entregando suas botas e seu revólver para Carl e andando em direção ao pôr do Sol, na 28ª temporada”.

“A morte dele abre espaço para oito episódios chocantes que terminam a temporada. São capítulos muito tristes. Foi desafiador para mim, como ator, mas de um jeito bastante animador. Eu estava nervoso de voltar ao trabalho e começar a expressar essa mudança radical na vida Rick”, contou ainda Lincoln.

“E é uma mudança sísmica, era maior do que a morte de Glenn. Se você lê os quadrinhos, sabe da importância de Carl na história que acontece a seguir, então eu acho que se torna mais chocante ainda, a forma como a série vai mudar tudo isso”, concluiu.

The Walking Dead retorna no dia 25 de fevereiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.