Registro POP

CNN e outras empresas de comunicação são bloqueadas de entrar na Casa Branca; entenda

Na foto, o logo da CNN na frente da sede da emissora em Atlanta, estado americano da Geórgia (Crédito: Internet/Reprodução)

De acordo com informações da CNN, a Casa Branca negou a entrada de algumas empresas de comunicação na sala onde acontecem as coletivas de imprensa. Os barrados foram: a CNN, o Politico, o Los Angeles Times, BuzzFeed e o The New York Times, além da The Associated Press e a revista TIME que boicotaram o encontro em virtude do bloqueio dos outros grupos de mídia.

Ainda não se sabe o motivo, mas tal decisão do governo americano aparece após uma nova revelação da CNN na noite da última quinta-feira (23) em que Reince Priebus, Chefe de Gabinete do Presidente, teria entrado em contato com o FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, para que algum representante do departamento negasse publicamente informações veiculadas pela imprensa sobre uma suposta conexão russa com a campanha de Donald Trump.

Nesta sexta-feira (24) não seria realizado uma coletiva de imprensa formal com perguntas e respostas entre os repórteres e Sean Spicer, Secretário de Imprensa da Casa Branca, mas sim algo mais informal e sem a presença de câmeras. Autorizou-se, entretanto, a entrada de meios de comunicação mais sensíveis ao Presidente como o Washington Times, Breitbart News e o One America News Network, que registra um traço de audiência.

Jornalistas internacionais também foram barrados, segundo informações da produtora da CNN, Elizabeth Landers. Ainda não há informações se alguma empresa brasileira foi prejudicada.

 

Bernardo Santos

Estudante de Direito, escreve sobre entretenimento há vários anos. É especialista na cobertura da temporada de prêmios. Tem passagem pelo Box Pop, Temporada em Série e entre outros.

Adicionar comentário

Publicidade

Curta-nos:

Siga-nos:

Twitter

Publicidade: